Origem

1655865879282880-0.png
Sou da tribo que se diz humana
Que destrói história com soberba
Nas falanges de ideologias insanas
Ao sentenciar goles em torpezas
Sou da tribo dos singelos
Que acredita no gesto do amor
Desbotados em falsos sorrisos amarelos
E se diz alinhado com a espiritualidade em ardor
Sou da tribo dos que negam
As barbáries que insistem em ficar
Sobrepujadas em jornais que pregam
Falsas alegorias ancoradas no amar
Sou da tribo dos que creem
Agarrado em expectativas de ano novo
Sem atestar sanidades que se veem
No ir e vir do calendário do povo
Sou da tribo das velhas utopias
Se é que ainda existem
Com o subtrair de nossas etnias
Outrora belas e sorridentes insistem

Imagem retirada da internet 

Tags:

About Samuel Lee

About Samuel Lee

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit, sed diam nonummy tincidunt ut laoreet dolore magna aliquam erat volutpat. Ut wisi enim ad minim veniam.